terça-feira, 15 de julho de 2008

Para onde vai a floresta?

Meu armário? Minha mesa? Minhas portas? Meus enfeites de mesa? Meus pratos de salada? Minhas estantes? As solas dos meus sapatos? Minhas cadeiras de balanço? Fazer carvão para fazer ferro? Meu carro? Meus talheres? Meus abajoures? Minhas maçanetas? Minhas panelas? Meus anéis? Meu computador?
.
A floresta não queima por acaso.
Ela queima porque todos nós compramos os bens derivados dela.
Esteja atento!
Pratique o consumo consciente, sempre que possível.

Um comentário:

Don Caco disse...

atitude e consciência, no fim dos tempos...

É isso aí moça, com o meio ambiente não se brinca. Parabéns pelo compromisso com a natureza!