sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Poeta Arretado

E como todo evento tem sua surpresa, a do Sarau de ontem foi a participação de Sr. João Mendes, que apareceu em meados do evento, recitou poema e me presenteou com um livro artesanal dele chamado Cantigas do Meu Dizer:Meus Versos (poema de João Mendes)
.
Não quero meus versos nas vutrinas
Tal obras de deuses intocáveis
Ou pássaros de ricas plumagens
Ocultando as mensagens dos seus cantos
Do homem que troca seu dia de trabalho por
..............................[apenas um lanche
E contenta-se com as pornografias expostas
Na Avenida São João e adjacências;
Prefiro o olho da rua,
Que guarda nas retinas
A imagen do provável corrupto nacional,
Denuncia o exagerado silêncio dos poetas
E chama à atenção do turista,
Que não fala a língua das academias
Mas reconhece o tesouro oculto
Na alma dos menores abandonados
Na "Rua dos Craques"
Diluindo-se na podridão do navio
Que Deus ou Cabral largou encalhado
No porto das esperanças...

Um comentário:

Rabe disse...

Olá poetisa e eis que o Rubens Jardim, nos apresenta, não da forma habitual, com cumprimentos e branduras, e sim com um convite enviado por e-mail para a quinta poética na casa das flores agora que te conheço não de forma usual mas da forma agora atual, virtualmente eu me apresento sou RABE poetinha menor, moro aqui na ilha de Santo Amaro, também conhecida por Guarujá!